Skip navigation

A veces las palabras sobrepasan fronteras geográficas, culturales, ideomáticas, de pensamiento. Lo esencial es que tanto de un lado como el otro se comparte lo mismo, las dos partes se unen en un punto.
Gracias Marlise (Brasil):

A tela da TV muda incessantemente. De milhões de cores passa a outros milhões de cores. Aparecem imagens similares. Pode-se ver um mundo pela televisão. Busca algo mas não encontra. E isso tem mais de 500 canais! Essa é a tecnologia do século XXI. Mas nada.
Tira o controle remoto e passa ao rádio. “Quem sabe ali encontre”, pensa com incredulidade. Acordes poderosos e monstruosos saem dos alto-falantes. Muda a estação como fazia com os canais da TV, rapidamente e sem parar. As vozes daqueles locutores parecem sobrepor-se. Abre seus ouvidos de par em par na tentativa de captar melhor os sons. Mas nada. Ou, em realidade, tudo dá na mesma. Segue buscando. O que está buscando? O que estou buscando? – pergunta-se. Para, caminha uns passos. Vai até a cozinha. Abre a porta da geladeira e seus olhos se movem para todos os lados. O olho direito percorre o que tem à esquerda, o esquerdo percorre o que há do lado direito. Consegue que cada um tenha vida própria. Observa alimentos, líquidos, sacolas e pacotes. Ali também não está.
Para em frente à porta da cozinha e se abaixa lenta, suavemente. Há somente três estantes, engorduradas, sujas, escuras. Nada, tampouco.
Já no quarto, abre a porta do armário marrom que é até um pouco imponente. Nas gavetas de roupa há somente isso: roupa. E bastante. De todas as cores, de todos os tamanhos e de todas as formas. Contudo, tem apenas camisetas, meias, calças, cuecas, chinelos. O que há em qualquer armário de um quarto. Deixa tudo revirado, como se um ladrão tivesse entrado em sua casa, o que de fato alguma vez aconteceu.
Olha um pouco mais além da porta e vê o espelho. Está no banheiro, para em frente a sua imagem. Pode ver sua silhueta e segue olhando. Procura algum lugar por onde entrar. Seus olhos se aproximam do vidro refletor e suas pupilas crescem. Ali parece haver um ponto. Negro. Profundo. Muito profundo. Tanto que sente que viaja, que se move, que se espalha. Está entrando em si mesmo e de repente tudo fica em silêncio. Ouve-se apenas as batidas de seu coração. E o entende. Enfim, encontrou o que queria.

estrellas1

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: